III Seminário de Pesquisa em Prisão

O Seminário Internacional de Pesquisa em Prisão é realizado anualmente pela Associação Nacional de Direitos Humanos, Pesquisa e Pós-Graduação (ANDHEP). A primeira edição foi realizada em 2015, na Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP), e a segunda ocorreu em 2016 no Rio de Janeiro, na Universidade Católica de Petrópolis. A terceira edição vem ao Nordeste como uma forma de expansão e difusão do pensamento crítico sobre Direitos Humanos e Criminologia no Brasil. Com a finalidade de suprir uma lacuna no âmbito das ciências sociais e sociais aplicadas no Brasil, o seminário terá como objetivo a realização de reunião científica de amplitude nacional, contando ainda com pesquisadores da Europa e das Américas em diversos temas relacionados a prisões, fomentando o intercâmbio de informações e a troca de experiências entre pesquisadores, ativistas, gestores e estudantes e a divulgação de trabalhos de ponta na área.

A crise do sistema carcerário brasileiro, hoje evidenciada pelas inúmeras rebeliões ao redor do país, é oriunda de um cenário de anos de gestões irresponsáveis na condução da segurança pública do Brasil. Mais do que nunca faz-se necessário o fomento à pesquisa sobre prisão e Direitos Humanos, principalmente sob a perspectiva do aprendizado com outras experiências positivas, ao contrário da reprodução de medidas populistas, mas ineficientes. O 1º e 2º seminários internacionais de pesquisa em prisão propiciaram um espaço oportuno para a troca de experiências e estudos no campo do sistema prisional. Reuniu estudiosos, especialistas, pesquisadores, representantes de movimentos da sociedade e estudantes. Os trabalhos de destaque apresentados em ambos eventos foram compilados e reunidos no Dossiê especial na edição nº 5 da Revista Aracê, oferecendo uma grande contribuição para a comunidade acadêmica e para a sociedade em geral. Tais trabalhos já apontavam os problemas enfrentados pelo sistema prisional brasileira, todas as mazelas e degradação pelas quais as pessoas privadas de liberdade estavam submetidas. Não por acaso, no início de 2017, pudemos acompanhar massacres estarrecedores em unidades dos estados de Amazo nas, Rio Grande do Norte e Roraima. A chamada “crise carcerária” já estava sendo anunciada há muitos anos, por diversos estudos, muitos dos quais passaram pelos seminários promovidos pela Andhep nos últimos anos. Diante da urgência e refletirmos sobre a temática, pela necessidade de convergir pesquisas em debate público e influenciar políticas públicas, a Andhep acredita ser necessária a realização de mais um seminário internacional. Sua vinda ao Nordeste será fundamental para o estímulo da reflexão e trocas de informações e experiências sobre as temáticas na região.
   
O Seminário Internacional de Pesquisa em Prisão busca o fomento ao pensamento crítico e técnico acerca da realidade prisional brasileira e internacional, estabelecendo diálogos entre pesquisadores, ativistas, estudantes e gestores de diversas áreas do campo dos Direitos Humanos. Sua realização na região Nordeste certamente será extremamente benéfica no sentido de promover tal temática entre os pesquisadores  e outros atores locais. Além disso, possibilitará e dará voz aos diversos estudantes e professores locais que estudam e pesquisam na & aacute;rea, que terão a oportunidade de participar de um evento de abrangência internacional, compartilhando seus conhecimentos e experiências.