Relato

 

A ANDHEP realizou em São Paulo, entre os dias 07 e 09 de junho de 2006, seu II Encontro Anual, sob o tema “Direitos Humanos e Cosmopolitismo”. O evento, que foi dividido em palestras e grupos de trabalhos, procurou abrir espaço para diversos debates sobre a extensão dos direitos humanos em um contexto avançado de globalização e as alternativas para o choque de civilizações, para a oposição de valores culturais e religiosos, bem como para o confronto de extremismos e radicalismos cuja única linguagem de expressão, como supressão do diálogo, é a violência.
As palestras, que antecediam os grupos de trabalho, sugeriam temas para discussão e exposição de aspectos centrais para o debate na área dos direitos humanos, não só no campo acadêmico, mas também nos campos político e social. Os grupos de trabalho foram espaços de apresentações de artigos, trabalhos e projetos de pesquisa de participantes previamente inscritos. Esse material apresentado foi debatido conforme a temática de cada grupo de trabalho, dividido a partir de temas norteadores dos direitos humanos: inclusão social, acesso à justiça, educação para os direitos humanos, balanço dos programas de direitos humanos, relatos de experiências governamentais e não-governamentais na promoção dos direitos humanos, tortura e graves violações de direitos humanos e minorias: raça, gênero, geração e grupos sócio-econômicos.
A ANDHEP realizou em São Paulo, entre os dias 07 e 09 de junho de 2006, seu II Encontro Anual, sob o tema “Direitos Humanos e Cosmopolitismo”. O evento, que foi dividido em palestras e grupos de trabalhos, procurou abrir espaço para diversos debates sobre a extensão dos direitos humanos em um contexto avançado de globalização e as alternativas para o choque de civilizações, para a oposição de valores culturais e religiosos, bem como para o confronto de extremismos e radicalismos cuja única linguagem de expressão, como supressão do diálogo, é a violência.
As palestras, que antecediam os grupos de trabalho, sugeriam temas para discussão e exposição de aspectos centrais para o debate na área dos direitos humanos, não só no campo acadêmico, mas também nos campos político e social. Os grupos de trabalho foram espaços de apresentações de artigos, trabalhos e projetos de pesquisa de participantes previamente inscritos. Esse material apresentado foi debatido conforme a temática de cada grupo de trabalho, dividido a partir de temas norteadores dos direitos humanos: inclusão social, acesso à justiça, educação para os direitos humanos, balanço dos programas de direitos humanos, relatos de experiências governamentais e não-governamentais na promoção dos direitos humanos, tortura e graves violações de direitos humanos e minorias: raça, gênero, geração e grupos sócio-econômicos.